09/03/2013

[Resenha] Selvagens - Don Winslow





Selvagens
Don Winslow
Editora Intrínseca
288 páginas

Ambientalista e filantropo nas horas vagas, Ben comanda um negócio de venda de maconha em Laguna Beach. Ao lado de seu parceiro, o ex-mercenário Chon, ele fatura lucros consideráveis e mantém uma clientela fiel. No passado, quando seu território foi invadido, Chon tratou de eliminar a ameaça. Agora, porém, os dois amigos parecem estar diante de uma força da qual não podem dar conta: o Cartel de Baja, do México, que quer tomar a região, e avisa que não aceitará uma negativa como resposta.

Quando os rapazes se recusam a ceder, o cartel reforça a advertência sequestrando Ophelia, companheira e confidente dos dois. O sequestro dela deflagra uma gama alucinante de negociações habilidosas e reviravoltas inacreditáveis que deixarão os leitores ansiosos para descobrir o custo da liberdade e o preço de um grande barato.

Se você procura um livro politicamente correto e moralmente ético, não escolha este. Pois Selvagens não é uma história para qualquer pessoa; é polêmico, choca, vai contra os padrões, é agressivo, sufocante e segue o ironicamente convencional - sexo, drogas e rock 'n' roll.

De início o livro pode parecer estranho, pois a forma de escrita do autor não é linear. Tudo é misturado e um pouco confuso, mas quando se pega o jeito a leitura flui muito bem e é possível se aventurar nas páginas da história e terminar o livro em dois dias.

Ben e Chon trabalham vendendo uma maconha personalizada e por isso podemos tirar a conclusão que são pessoas horríveis e de mau-caráter, mas na verdade eles são sensíveis, conscientes e boas pessoas. Ophelia se tornou minha personagem favorita. Engraçada, apaixonada, cheia de espiríto jovem e bastante inteligente é o que ela é. E outra personagem que me conquistou foi Elena. A grande rainha da máfia é bastante persuasiva e poderosa, características que eu gosto em um personagem.

Don Winslow sabe muito bem como prender o leitor. Durante a leitura nos deparamos com muita ação, mortes, esquemas de roubos, paixões e suspenses, tudo isto envolto em uma narrativa repleta de palavrões e expressões pesadas. É preciso ler o livro com a mente bem aberta.

Além de criar uma história totalmente de tirar o fôlego, o autor nos presenteia com muito conhecimento sobre o que é o mundo da máfia e como as coisas são resolvidas. Um conhecimento interessante para aqueles que gostam de aprimorar sua cultura.

Por fim, Selvagens é um livro difícil no começo, mas toma um ritmo contagiante do meio para o final. Os personagens têm características marcantes e o fôlego acaba se perdendo no meio de tanta ação. Livro totalmente recomendado.

2 comentários:

Lucas Carvalho disse...

Fico feliz que tenha gostado, pois não posso dizer o mesmo. Não que o livro é ruim, mas simplesmente não fez o meu gosto. A história é bastante contagiante e cheio de artifícios que prendem o leitor do começo ao fim. Estou botando mais fé para o filme... quem sabe.

Bel Ribeiro disse...

Eu gostei muito do filme, me surpreendeu. Quando puder, vou dar uma chance ao livro.

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team