14/03/2013

[Resenha] O Jovem Sherlock Holmes: Parasita Vermelho - Andrew Lane





O Jovem Sherlock Holmes: Parasita Vermelho
Andrew Lane
Editora Intrínseca
320 páginas

Sherlock sempre soube que adultos guardam alguns segredos. Mas ele não contava em descobrir que o assassino mais famoso do mundo, supostamente morto, está na realidade escondido no interior da Inglaterra - e que seu próprio irmão tem mais a ver com o assunto do que deixa transparecer.

Quando ninguém parece disposto a lhe contar a verdade, é necessário correr alguns riscos para descobri-la por si mesmo, e é assim que começa mais uma aventura sem igual para o jovem Sherlock Holmes.

Atravessando o oceano em direção à misteriosa América, Sherlock terá que se envolver em uma trama mortal, na qual o valor da vida é baixo, e a verdade tem um preço que poucas pessoas estão dispostas a pagar. 

Parasita Vermelho é uma excelente sequência de Nuvem da Morte, o Livro Um da série O Jovem Sherlock Holmes. Se você ainda não leu a resenha do primeiro livro, leia agora! 

Nesta continuação da série, temos todos os personagens principais que apareceram no primeiro volume. E a história acontece (desesperadamente) semanas depois dos acontecimentos que fizeram Sherlock derrotar o Barão Maupertius.

Neste livro a presença de Mycroft faz toda a diferença e podemos ver a aproximação dele com seu irmão Sherlock. Descobrimos também um pouco sobre o passado de Amyus Crowe, mentor do jovem Holmes e Mycroft, e entendemos como coisas do passado influenciaram o presente. A admiração de Sherlock por Virginia e vice-versa também aumenta e é foco de partes importantes da trama.

Toda a ação nesse volume é praticamente desempenhada por Sherlock, Virginia e Matty. E eles se dão muito bem em qualquer situação perigosa e tensa. Desta vez os adultos ficam com a parte dedutiva e racional. É legal ver a presença de Mycroft sendo um exemplo do que Sherlock será no futuro.

Outro ponto interessante é ver como o protagonista tem desenvolvido sua dedução e sua capacidade de decifrar códigos. Todos seus métodos apresentados neste volume cria uma bela ponte para o que poderemos ver nos próximos volumes e no desenvolvimento de um grande detetive.

Andrew Lane realmente fez um trabalho magnífico nesta série e consegue explicar o passado de Sherlock, colocando situações que influenciarão no futuro do personagem. Por exemplo, quando Holmes aprende sobre abelhas e box no primeiro volume da série (situações utilizadas no livro Um Estudo em Vermelho). Neste segundo volume, Sherlock começa a aprender sobre o significado de tatuagens, como ele teve seu primeiro contato com o violino (outra situação que liga ao perfil do personagem de Conan Doyle) e seu primeiro indício de paixão pela América.

E se você está se perguntando o por quê de "Parasita Vermelho", bom... a explicação é realmente surpreendente e um pouco assustadora, mas só lendo para entender.

No final do livro, há um capítulo com as Notas do Autor, indicando as fontes de pesquisas adotadas por ele para a confecção da história, de forma que os fatos e datas apresentados, fossem o mais verossímeis possível. O que deixa o leitor muito mais empolgado durante a leitura.
 
As histórias desta série são totalmente distintas e podem ser lidas sem auxílio da outra. Mas recomendo ler na sequência, pois há muitos fragmentos sobre cada personagem que quando juntos poderão fazer mais sentido.

Ao final da leitura, os fãs de Sherlock Holmes ficarão com um grande sorriso no rosto, pois tudo realmente faz sentido. E aqueles que não o conhecem com certeza procurarão mais sobre. Andrew Lane tem feito algo que tem agradado tanto os fãs quanto os que ainda estão conhecendo o famoso detetive e independente do lado que você está, Parasita Vermelho é um ótimo livro, com muita ação, suspense, mistérios e revelações que o farão ficar de boca aberta. Um livro magnífico que deixa qualquer um ansioso pela continuação (Gelo Negro, que espero comprar em breve). Totalmente recomendado.

4 comentários:

Lucas Carvalho disse...

Eu ainda não li o primeiro livro, mas acho a sequência bem legal. Sou fã de Sherlock e isso não é novidade. Essa série tem sim o que me agradar e espero ler em breve

Sarah Souza disse...

Só li um livro com o Sherlock e foi o Um estudo em vermelho e bom adorei, vou colocar esse na minha lista de livros para ler!

Isabel Ribeiro disse...

Tenho um pé tão atrás com esse tipo de livro... Pq inventar de escrever uma história do Sherlock? Quem vai escrever sobre ele melhor que o Conan Doyle?

Vanessa Llona disse...

Não consigo me interessar por esses livros, parecem ser bons, mas não faz meu gênero.

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team