12/09/2012

Branca de Neve e o Caçador - Lily Blake

Branca de Neve e o Caçador
Lily Blake
Editora Novo Conceito
208 páginas

Há dez anos, a vingativa Rainha Ravenna assassinou o rei na mesma noite em que se casara com ele. No entanto, dominar o reino tornou-se um sofrimento para a Rainha.
Para salvar seus poderes, ela deve devorar um coração puro, e Branca de Neve é a única pessoa com esse coração. Afim de capturá-la, Ravenna recorre ao Caçador, o único homem que já se aventurou pela Floresta Sombria e sobreviveu. Branca de Neve será morta pelo Caçador? Ou será treinada por ele e se tornará a melhor guerreira que o reino já conheceu?

Ok, algumas partes desta sinopse te fizeram lembrar aquela doce história do filme da Disney, onde uma rainha maldosa quer ser a mais bela de todas e por isso contrata um caçador para matar sua enteada. Depois vem os anões, a maça, e o princípe que a beija e lhe faz despertar de um sono profundo e todos ficam felizes para sempre. 

Mas no livro de Lily Blake baseado no roteiro do filme de mesmo nome, as coisas são diferentes. Ravenna, não está em busca apenas de beleza, mas sim de poder. E o poder e a beleza são as duas coisas que a mantém viva e salva. Ela também procura vingança, já que quando mais nova soldados atacaram seu povoado e se não fosse por sua mãe, ela estaria morta. O Caçador aqui é um revoltado com a vida e com tudo, mas que terá uma pequena queda pela nossa protagonista, que diferente do conto que todos conhecem, é uma moça determinada, forte e guerreira. 

A história aqui tem muito mais ação, suspense e é bem mais sombria, o que poderá agradar muitos jovens que já não mais acompanham contos de fadas. A ideia é ótima e tem sido usada como um atrativo para o cinema e os livros. Já tivemos experiências iguais com Alice no País das Maravilhas (de Tim Burton) e A Garota da Capa Vermelha. A ideia permite o leitor ter uma experiência muito mais intensa de um outro lado de famosos contos e essa experiência é bem gratificante, já que os finais felizes (bem clichês) às vezes não são felizes e onde a protagonista que era frágil se torna uma grande guerreira. Confesso gostar dessas reformulações de clássicos infantis.

A única coisa que a autora peca é na falta de descrição de cenários e de batalhas. Ela passa por cima de muitas coisas e faz tudo acontecer muito rápido, sendo que poderia trabalhar muito bem em outros pontos e fazer a trama muito mais envolvente. É tudo corrido e quando menos percebemos novas coisas estão acontecendo, o que pode confundir um pouco o leitor. Mas vale lembrar que este livro foi baseado no roteiro do filme e por isso talvez não esteja tão bem explorado.

De qualquer forma, a escrita da autora é fácil e faz com que a leitura flua muito bem. E entre pontos positivos e negativos Branca de Neve e o Caçador tem um "quê" de critividade e originalidade, com pitadas de ação e suspense que farão o leitor virar as páginas alvoroçado. É legal também assistir ao filme para analisar melhor. Eu assisti e posso dizer que é ótimo (até melhor que o livro já que não fica faltando informação). Vale a pena dar uma chance à leitura e descobrir por si mesmo o que acha sobre esse outro lado do famoso conto.

2 comentários:

Jonas N. disse...

Esse, A Garota da Capa Vermelha, A Fera, nenhum desses filmes me interessaram por parecerem meio clichê, sei lá. Confesso que quando tiver a oportunidade até vou ler, mas não esperando muita coisa.

Abraço
Jonas

Lucas Carvalho disse...

Eu ainda não tive a oportunidade de ler ao livro, mas já assisti o filme, e posso dizer que me surpreendi muito. A trama é envolvente, e não é só pelo motivo de ter um roteiro bastante conhecido que nos deixamos de ficar surpresos com algumas cenas do filme. A cena da maçã é uma delas. Eu esperava que o livro fosse rico em detalhes assim como o filme, uma vez que ele é adaptado do roteiro do filme. Achei o cenário e o figurino bem trabalhado no filme, não ficou solto, e tudo começou a se construir como um mundo realmente fantasioso.

Pena que no livro essa riqueza de detalhes não pode ser caracterizada. Mas pelo menos temos o filme para isso ...

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team