31/08/2012

Eu Sei O Que Você Está Pensando - John Verdon

Eu Sei O Que Você Está Pensando
John Verdon
Editora Arqueiro
340 páginas

Quando recebe uma carta desafiando-o a pensar em um número de um a mil e orientando-o a abrir um envelope que contém o número que ele escolheu, Mark Mellery fica apavorado. Como alguém poderia saber em que número ele pensaria? Quem seria o remetente misterioso que o conhecia tão profundamente?

Intrigado com o enigma e preocupado com o tom de ameaça da correspondência que passa a receber nas semanas seguintes, Mark decide recorrer a um amigo que não vê há anos, o famoso detetive de homicídios do Departamento de Polícia de Nova York David Gurney.

Depois de uma carreira de sucesso, em que desvendou importantes casos de assassinatos em série, David se aposentou e acaba de se mudar com a esposa para o interior do estado, na tentativa de salvar seu casamento e construir uma vida nova. Mas, com a curiosidade atiçada pelo mistério apresentado pelo amigo, o detetive se vê novamente às voltas com seu maior vício: a investigação.

Quando a situação foge ao controle, dando origem a uma onda de assassinatos brutais, David é contratado como consultor da promotoria. Com sua lógica perfeita e sua clareza cristalina, ele descarta uma hipótese após outra – hipnose, percepção extrassensorial – e faz deduções que deixam a polícia local espantada.

Mesmo assim, o detetive parece longe de vencer seu opositor, um criminoso sofisticado e doentio, que se comunica por meio de poemas e que, até onde se sabe, é capaz de ler a mente de suas vítimas.

Enquanto busca decifrar o enigma e estabelecer um padrão que possa ajudá-lo a deter o assassino, David tem que enfrentar seus próprios fantasmas, se reconciliar com o passado e se preparar para ficar cara a cara com seu adversário.

Na minha onda de suspense e mistérios, Eu Sei O Que Você Está Pensando chegou em uma boa hora. Assim como todos os livros do gênero policial, este é impossível de largar antes do final e a forma como o autor constrói os acontecimentos é simplesmente de tirar o fôlego.

Eu realmente fiquei com medo de me decepcionar, como decepcionei com alguns outros livros deste gênero, já que as coisas aconteceram tudo no começo e eu fiquei com medo que a continuação fosse apenas enrolação, mas tudo ocorreu tão perfeitamente bem e o enredo ficou tão bom, que foi impossível não se apaixonar mais ainda por este gênero.
Nunca me senti tão próximo de um livro como me senti deste, a leitura não acontecia apenas por acontecer, eu realmente me sentia do lado de David tentando solucionar todos os problemas, e a forma que o autor escreve faz com que as coisas se encaixem tão perfeitamente e tudo é bastante surpreendente, deixando o leitor sem reação. 

A escrita de Verdon faz jus ao que está escrito no verso do livro: Os personagens parecem se materializar na sua frente. E foi exatamente isto que senti ao ler, me senti próximo de cada personagem. Gostei de todos, mas ao mesmo tempo fiquei com um pé atrás, afinal, em um romance policial, todos são suspeitos até que se descubra quem é verdadeiramente o assassino.

Por fim, a leitura está totalmente recomendada. Segue um padrão ótimo de suspense, que te faz pensar em quem e por quê está causando tudo isto, e com maestria John Verdon explica e surpreende com o final. Não escondo o quanto estou empolgado para ler mais livros do autor.

8 comentários:

Lucas Carvalho disse...

Adoro um bom livro de suspense e mistério, e graças a Deus você acertou em cheio na escolhe de outro livro bastante fiel a esse gênero. A resenha ficou perfeita e bem construída, e claro... quero ler.

Felipe disse...

Hey, cara, que livro é esse?! Maravilhoso, bem o gênero que eu gosto. Na verdade, acho que a Arqueiro investe nos livros certos para serem lançados aqui no Brasil. Muitos dos livros da editora são perfeitos assim! KK Mas os créditos são, na maioria, do autor, óbvio. Adorei a resenha e quero muito ler esse livro! Claro que ele já é meu porque eu sou muito sortudo e mereço! *modéstia cof cof* KKK

Abraços!
Felipe,
Enquanto isso, na estante...

Arthur Numeriano disse...

sFaz um bom tempo que eu não leio um livro desse gênero. Acho que o último foi um do Harlan Coben em 2010! Confesso que não é o gênero com que mais me identifico. Assim como você, eu tenho muito medo de me decepcionar mais uma vez com um livro desse gênero. Mas estou sempre aberto a esse tipo de leitura, ainda mais um livro de um ator sobre o qual já ouvi falar muito, e muito bem.

Vanessa Bomfim disse...

Nossa que resenha maravilhosa, lendo ela fiquei louca para ler o livro, adoro livros de suspense, ainda mais policial...

Jonas N. disse...

Hey Rieri, tudo bem?
Esse é um dos poucos gêneros em que não tenho total contato, aliás, não me recordo de ter lido um livro que o gênero central fosse policial. A história me pareceu bem interessante e depois que você disse que as coisas acontecem logo no começo me deixou ainda mais curioso, principalmente porque eu estou precisando de um livro assim! Parabéns por mais uma última resenha.

Abraço
Jonas
Stealing Books • Roubando Livros
roubando-livros.blogspot.com

Aliinecintra disse...

Oi meu bem. Tá surpreso?! O que essa menina tá fazendo aqui. kk Ameiii A resenha. coisa dificil você sabe. Pode acreditar. Um suspense as vezes faz bem. "QUERO LER". Acredite . kk Bjo

gabriel disse...

hehe livro de suspense , eu praticamente amo '
otima resenha !

Mariana FS disse...

Sou fã do gênero policial e já li os dois livros de Verdon publicados no Brasil. Ambos são ótimos! Não só a escrita do autor é ótima, mas seu protagonista e um ótimo personagem (bastante verossimel)e seus mistérios são sempre interessantes. Virei fã e mal posso esperar que a Editora Arqueiro publique o 3º

Abraço

www.alemdacontracapa.blogspot.com

 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team