31/03/2012

Um Dia - David Nicholls


Um Dia
David Nicholls
Editora Intrínseca
416 páginas

   Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.

   Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas — vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.

   Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida.

    Um dia é aquele tipo de livro que você dá uma olhada na internet, mas nem dá bola. Depois de alguns dias ele vai parar na sua lista de livros desejados. Acreditem, isso aconteceu comigo. Nunca fui muito apaixonado por romance, mas Um Dia não é lá um romance (apesar da capa denunciar), eu achei bem mais um drama onde assuntos como o amor, a vida, a família e a amizade são apresentados.
 
    O livro é ótimo por ser real. Não é porque é um livro que no final tudo dará certo e toda a história é um mar de rosas. O livro mostra as realidades da vida dos personagens, coisas que poderiam acontecer comigo e com você e por isso torna a história bem mais tocante e surpreendente.

    Os personagens são daqueles que mexem com a gente. Dexter tem atitudes idiotas e as vezes você quer gritar com ele ou talvez odeia ele, mas por fim acaba sendo um cara legal. Emma é encantadora, delicada , divertida e sonhadora. Uma personagem forte.

    Desde o começo da narrativa nós já começamos a ficar meio tensos. Digo, Emma e Dexter nasceram para ficarem juntos e isso está tão na cara e só eles não conseguem enxergar, até mesmo quando Dexter diz: "Você é linda", "Você é tão encantadora. Se você estiver solteira até os 40 anos, vou me casar com você". Mas como dito no começo da resenha, isso faz o livro bem mais real, afinal nem tudo que queremos dá certo. 

     A leitura é boa, e vários sentimentos e pensamentos nos passam quando estamos lendo. É realmente ótimo.  Um Dia tem todo o mérito que merece, até mesmo com a adaptação cinematográfica. É um livro divertido e ao mesmo tempo emocionante. Te deixará com lágrimas de tanto rir ou com lágrimas de tanto chorar. Recomendado.

29/03/2012

Filme #5 - Jogos Vorazes


   Depois de tanta espera, depois de ler os livros e se apaixonar por essa série, depois de contar os dias e sofrer com tudo o que saia a respeito, finalmente nesse último sábado, 24, eu pude assistir à Jogos Vorazes.

   O filme que já mostrou ser um sucesso (1° lugar no mundo e 3° lugar no ranking dos filmes que mais arrecadaram em sua estreia.), conta a história de Katniss, que se oferece como tributo no lugar de sua irmã para participar dos Jogos Vorazes. Esses jogos acontecem como forma da capital mostrar que manda e todos deverão temê-la. Na capital, Katniss se prepara para lutar até a morte, já que no "reality-show" apenas um sobrevive. E é lá que ela reconhecerá Peeta, o garoto que a ajudou no passado. Juntos eles tentarão vencer os jogos e por acaso, quebrar algumas regras.

    O começo do filme, assim como em seu respectivo livro mostra cenas no distrito 12 e então a colheita (onde Katniss se voluntaria como tributo e Peeta é escolhido). Depois conhecemos a Capital, onde tudo aquilo que gostamos nos livros é apresentado (entrevistas, treinamento, apresentação dos tributos). E a melhor parte, a Arena (onde todos estavam ansiosos, pois nenhuma cena foi apresentada no trailer), é onde acontece a melhor parte do filme: tributos morrendo, Katniss tentando sobreviver, Rue (chora), caverna e entre outras cenas incríveis. 

   A adaptação do filme não chega a ser totalmente fiel, mas foram poucos os fãs que reclamaram. Eu por exemplo estava tão empolgado de estar ali assistindo que nem me preocupei com a fidelidade, eu apenas estava vidrado com os acontecimentos. 

   Algo interessante que foi mudado, foram os cortes para explicações de alguns fatos (vide Caesar Flickerman). Não me decepcionei dizendo: "isso não estava no livro", simplesmente achei incrível como eles conseguiram deixar o filme melhor. As explicações ajudaram aqueles que não haviam lido o livro e foi bem interessante ver como tudo é preparado em uma cabine, para deixar o jogo bem mais difícil. É claro, que uma adaptação nunca fica muito fiel, mas eu até achei bem parecido alguns aspectos com o livro, pelo menos essências importantes estavam ali na tela. Talvez um dos filmes que menos decepcionaram em sua adaptação.

    O filme é tão bom, que as 2h20m passam voando e quando você se toca lá está o cato sendo jogado para as bestantes. A atuação dos atores foram ótimas, sem excessões. Era como ver nossos personagens favoritos bem à nossa frente. A trilha-sonora também não deixa a desejar, sempre colocando uma pitada de ação e emoção a história.

    Jogos Vorazes é um filme surpreendente e ótimo. Não digo isso porque sou fã, mas todos que assistiram gostaram. É repleto de ação, sentimento e ouso dizer, as 2h20 mais bem gastas em um filme que se pode ter. Não decepciona e o que consegue é cada vez mais arrebatar fãs para a franquia. Ao sair do cinema prepare-se para ficar boquiaberto e apenas pensando quando você assistirá à Jogos Vorazes de novo e ficará ansioso para a sua continuação.

26/03/2012

O Meme das Onze Coisas

  Recebi um Meme da Clara do blog  Maravilhoso Mundo de Tinta e achei bem interessante por isso resolvi postar aqui. 

  Regras:
1. Escrever onze coisas sobre você;
2. Responder as 11 perguntas que passaram pra você e fazer novas onze;
3. Escolher outras 11 pessoas pra responder e indicar seus nomes aqui no post;
4. Ir às páginas de quem você indicou e notificá-los;
5. Não voltar o meme;
6. Postar as regras;

  11 coisas sobre mim 

  1. Tenho opiniões muito críticas a respeito da sociedade e algumas pessoas não aceitam isso. 
  2. Eu amo música. E mesmo tendo cd's e músicas no computador, passo a maioria do tempo ouvindo música pelo celular.
  3. Amo séries, acho bem melhor que novelas. Pena que eu não consigo assistir a todas as séries que eu gostaria de assistir, mas por enquanto acompanho umas cinco.
  4. Como deve ser óbvio, amo livros. Todo o meu dinheiro é gasto com livros. Deixo de sair com amigos ou passo fome no shopping só para comprar livros.
  5. Sou fã de várias coisas. Várias séries de livros, vários autores, vários cantores/cantoras/bandas. É muita coisa para uma pessoa só.
  6. Desde que começei a assistir séries legendadas eu sou totalmente contra coisas dubladas, eu prefiro assistir uma série/filme sem legenda em inglês do que ver algo dublado.
  7. Faço inglês desde os 9 anos então eu sei me virar com a língua e acho inglês a melhor coisa da minha vida.
  8. Eu amo compulsivamente Estados Unidos da América. Não tem como, tudo o que sou, tudo o que amo vem de lá.
  9. Brigo com algumas pessoas pois tenho opiniões horríveis e contra o Brasil.
  10. Sou totalmente viciado no twitter e acho que é uma rede social que eu poderia ter a vida inteira, são tantas informações em um só lugar... me sigam: @rierioliveira
  11. Resumindo: Sou apaixonado por tudo que me traga diversão e cultura.

  Perguntas da Clara

1. Você acredita em Deus? Se sim, por que? E isso lhe faz seguir alguma religião? Você se move para Evangelizar?
   Sim, porque é só olhar a sua volta e é possível ver que tudo o que há foi Deus quem fez. Sim. Gostaria me mover mais do que movo.
 
  2. Qual sua opinião sobre signos? O que você acha sobre isso de nascer sobre determinadas estrelas, e que um conjunto de astros (bola de gases e restos de nebulosa, ué) determina o que acontece em sua vida?
      Eu nem dou bola para signos. Sou um zero a esquerda no assunto.
 
 3. Qual o pior livro que você já leu na sua vida, quando e por que leu e por que era tão ruim assim?
     Os Seis Signos da Luz. Eu li o ano passado e li porque havia assistido o filme e tinha achado muito legal, aproveitei uma promoção e comprei. Eu me decepcionei, o filme acabou sendo melhor que o livro por ter mais ação e mistério.

4. Se você pudesse escolher qualquer lugar do mundo para morar, qual seria?
    Estados Unidos da América
 
5. Se você pudesse escolher entre abandonar a escola e continuar estudando, com a condição de que se abandonasse teria um salário fixo de R$3.000 mensais, mas se continuasse poderia crescer menos ou mais, o que escolheria?
    Pergunta dificil, mas vou arriscar, ficaria com o salário fixo, afinal, ele é fixo. 

6. Qual seria o seu estilo de vida, de roupas? Estilo mesmo. O que lhe define, digamos assim.
     Não tenho um estilo. Gosto de usar jeans, camisetas e tênis all-star. Mas gosto de coisas digamos "doidas": Camisetas rabiscadas e com desenhos malucos e de preferência, roupas pretas (não que eu seja emo ou gótico). 

7. O que você quer fazer/fez na faculdade?
    Tradutor/Intérprete
 
8. Qual sua opinião sobre a situação do Brasil atualmente, quanto à saúde, políticos, leis, educação e etc? O que você faria para mudar?
    Sinceramente? Não entendo muito disso. Todos falam mal da situação atual, mas eu não tenho uma opinião a respeito. Só acho que os Brasileiros deveriam ser menos ignorantes e não julgar uma música só porque ela é inglês e eles não entendem, ou deixar de ler um livro pois o tamanho é grande ou assistir um filme legendado porque deverão ler as legendas.
 
9. Prefere escrever de caneta, lápis ou lapiseira?
    Lápis
 
10. Qual sua matéria preferida?
    Algumas dúvida que é inglês?

11. Se pudesse dar um conselho geral, para todas as pessoas do mundo, o que você diria?
    Mesmo que o momento seja ruim, tente transformá-lo em bom. 

 Minhas 11 perguntas:
 1. As pessoas criticam/zoam por você ler muito?
 2. Qual estilo de música você mais escuta? Qual sua música favorita? (Artita - Nome)
 3. Qual sua série favorita? 
 4. Qual foi o melhor livro que você já leu? E o pior?
 5. O que mais anima o seu dia? O que você mais gosta de fazer?
 6. Prefere coisas dubladas ou legendadas?
 7. Qual sua matéria favorita?
 8. Se tivesse que escolher um país para morar, qual séria?
 9. Como lida quando pessoas têm opiniões bem diferentes da sua?
10. Qual rede social você mais usa? 
11. Como você se descreve? 

Indicados: 




17/03/2012

1984 - George Orwell


1984
George Orwell
Editora Companhia das Letras
416 páginas

   Winston, herói de 1984, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico. De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que 'só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade - só o poder pelo poder, poder puro.'

    Confesso, não me interessaria por esse livro se fosse alguns anos atrás. Mas com toda essa ideia de "opressão do governo" ocorrendo em Jogos Vorazes, esse livro me chamou atenção. Percebi que George Orwell é sim um mestre da literatura clássica e mesmo o livro sendo antigo (1949) a leitura é fácil e até parece atual. O que mais chama atenção é a ousadia do autor em tratar sobre um assunto futuro, pelo menos na época em que foi lançado, 1984 era um futuro um tanto distante. Escrito numa época díficil, a ficção do autor pode revelar críticas à sociedade a qual ele vivia.

     O começo é razoável, passando por partes bem interessantes e descritivas até partes cansativas. Mas não abandone, continue lendo, pois na segunda parte é bem mais interessante. O romance proibido de Julia e Winston e as ideias do personagem de uma revolta fazem dessa parte incrível., porém, algumas partes em que o assunto política e economia é posto a mesa, podem ter certeza, é bem cansativo e estressante. E na última parte, a melhor para mim, somos deparados com fatos que não esperávamos e com um final surpreendente. Sério, foi intenso. 

     Os personagens são bem construídos, cada um com sua qualidade. Winston, por ser o protagonista é contra o governo, mas me pareceu um pouco fraco, ele não toma nenhuma atitude firme. Julia ganhou meu respeito, é bem corajosa e não tem medo de expor seus pensamentos e ser uma rebelde. Outros personagens serão surpreendentes do começo ao fim, com atitudes que mostrarão quem são. 

     Uma leitura rápida e intensa. Cheio de críticas nas entrelinhas e muitas surpresas e ideias são apresentadas nessa obra maravilhosa de George Orwell. O autor ganhou meu respeito e 1984 foi um livro incrível que com certeza está recomendado.

03/03/2012

Um Homem de Sorte - Nicholas Sparks


Um Homem de Sorte
Nicholas Sparks
Editora Novo Conceito
352 páginas

     Logan Thibault era um fuzileiro e durante a guerra ele encontra a foto de uma mulher. Sem perceber, a foto começa a lhe dar sorte, tanto durante a guerra, quanto em jogos e na sua própria sobrevivência. Abismado com tudo isso, Logan atravessa o país em busca da mulher que parece ter lhe mantido a salvo. Ao encontrá-la, Logan se apaixona e começa a viver um grande romance. Mas Logan tem um inimigo e o que ele quer é acabar com a relação entre ele e Beth. O que o destino tem preparado para os dois?

     Ganhei esse livro no Top Comentarista do Três Lápis e não sabia o que esperar dele. Claro, quando eu o vi eu fiquei empolgado para ler, mas só quando começei a leitura consegui perceber o quanto ele é incrível.

      O livro é ótimo. Tem letras grandes e um ritmo incrível que faz você ler em 1 semana (tempo que demorei). Os últimos capítulos principalmente apresentam fatos que não te fazem largar o livro por nada, e sem falar que existem capítulos de apenas 2 páginas. Não sei quanto a vocês, mas quanto menor o capítulo mais eu sinto vontade de ler. 

       A cada capítulo tem o ponto de vista (em 3ª pessoa) de um personagem. Sendo eles, Logan, Beth e Clayton. Os capítulos de Logan narram coisas do passado, já os de Beth apresentam as visões do presente e os do Clayton mostram seu ódio e maldade. 

        A história é realmente cativante e emocionante. Você as vezes se irrita com algumas atitudes de Beth, ou então lendo sobre o passado de Logan você começa a ligar os fatos e formular coisas que vão te surpreender. Ben é um menino legal, Nana consegue ganhar nosso coração por ser tão simpática e divertida e Clayton pode ser um cara mal, mas é meu personagem favorito.

       Eu já havia lido A Última Música e Querido John do Nicholas Sparks e eu sabia o quanto suas histórias eram ótimas, mas foi lendo Um Homem de Sorte que eu percebi que o cara é o meu mais novo autor favorito. Mesmo sendo conhecido como um romancista, seus livros têm apenas algumas páginas que falam sobre o romance entre os personagens, no decorrer, vários fatores incrementam a história e a deixam com um aspecto surpreendente. Coisas que acontecem no começo são ligados a acontecimentos no final, fazendo assim dos livros do Nicholas uma grande história repleta de surpresas e emoções.

      O livro me surpreendeu bastante e não tenho nem palavras para dizer o quanto me conquistou. Com certeza ele entra na lista dos 10 melhores livros de 2012. Uma narrativa que não é bobinha como um livro de romance. É claro, também fala sobre amizade, família e sentimentos. Uma mistura de tudo que torna um livro bom, é isso que se pode ser dito sobre Um Homem de Sorte.
 
Minima Color Base por Layous Ceu Azul & Blogger Team